Obrigue-se a descansar!

Não é de hoje que as tarefas do nosso cotidiano têm aumentado. O estresse diário, os vários estímulos, a enxurrada de informações, além de decisões que precisam ser tomadas a todo instante. Tudo isso gera uma  grande exigência emocional, física e social nas pessoas. Por isso muitas pessoas possuem a impressão de estarem sempre andando com o tanque de suas energias vazio. 

Se você tem a impressão de que a tua energia está indo embora mais rápido do que a velocidade que você tem para recarregá-la, fique atento, pois o esgotamento pode estar à porta. Este poderá ser físico, emocional, social ou espiritual. Independente se um, dois ou se de todos os aspectos, você precisa cuidar da tua saúde. E saúde no sentido mais amplo, você é uma pessoa inteira, biopsicossocioespiritual (que palavrão complexo é esse, hein?).

Essa palavra com esse tamanho (que eu quase não consegui digitar de tão complexa) é só para retratar a complexidade do ser humano, consequentemente a sua, pois, a não ser que você seja um Shitzu, você também é uma “pessoa humana”. 

Como uma “pessoa humana” que você é, o cuidado com a sua integralidade tem de ser levado a sério. Seja responsável com a sua completude, para que assim, você consiga viver bem.

E como eu sei que você deseja viver bem, atenção à esta dica do descanso, pois este é um cuidado que quase nenhuma pessoa tem tido nos nossos dias e que se você tiver, fará uma diferença enorme nessa maratona chamada vida, pois a vida não é tiro de 100 metros rasos, mas antes, é uma maratona de 42 km. 

Tempo sabático é um período de descanso, em que é priorizada a relação intrapessoal. É um caminho de autoconhecimento, de introspecção, de revelação de si. É um tempo em que você para tudo e descansa. Todas as tarefas rotineiras são deixadas de lado para que algumas atividades novas possam aparecer, mesmo que por um período de tempo (que pode ser curto ou longo) pré-determinado. 

Você pode entender o período sabático ou tempo de descanso como as suas férias, seja da escola, faculdade ou serviço. Pode-se entender também esse tempo de descanso um período mais breve, como umas mini-férias, ou até mesmo um feriado ou um final de semana.

O que vai definir a nomeação como um tempo de descanso, assim como também a sua qualidade, é a intenção que você vai ter diante de tal período de tempo. Pois você pode passar 60 dias de férias e não ter descansado nada. Assim como pode aproveitar um feriado de quatro dias e sair renovado.

Por isso tenha a intenção de parar para descansar. No descanso você se dedica a você. Faz um caminho para dentro de si. Pratica coisas que te renovam, e isso pode ser desde assistir a um filme sozinho até sair para viajar com uma companhia agradável. A lista é você quem faz. Saiba aquilo que consegue fazer com que você se sinta renovado. 

Além de atividades que remetam ao externo, faça atividades que remexam o interno. Tente encontrar-se consigo. O descanso deveria ser para isso também, para redescobrir-se, para reinventar-se. Não temas! Para e relacione-se com você. Questione-se acerca de suas atitudes, de seus medos, de seus comportamentos, de seus pontos a serem trabalhados. Mas também conscientize-se de seus pontos fortes, valorize a sua identidade, potencialize as suas habilidades, reafirme as suas qualidades. 

Um tempo sabático é de extrema importância para qualquer caminhada de vida. Esse tempo pode ser revelador, pode ajustar caminhos, reordenar objetivos e descartar o que não faz mais sentido. Muitas pessoas não estão no rumo correto de suas vidas por que não param durante o caminho para descansar. Descansar não somente do cansaço da rotina, das tarefas, das obrigações, mas também descansar de si. Descansar de uma “maneira de ser” que deve ser passível de ser reavaliada, transformada, podada, aperfeiçoada, mudada e expandida.

Não negligencie o tempo sabático. Não tenha medo do que vai encontrar nele, pois possivelmente você vai se encontrar com coisas que não irá gostar, que vai gerar angústia e ansiedade. Mas essas, são parte do processo de movimento, de evolução e apontam para o novo eu que vai surgindo.

Eu tive um período sabático, um tempo de descanso na minha vida há dois anos atrás e foi libertador. Jamais tinha avançado tanto na minha como avancei de dois anos para cá e tudo fruto desse tempo de descanso intencional que gerou muita qualidade de vida para mim.

Tenha um tempo sabático! É libertador!

Othon Junior

Psicoterapeuta, Logoterapeuta e Analista Existencial

Facebook Comments

Leave a Reply